Matéria do programa Roberto Justus +

Sei que a foto é horrível, mas minha prima tirou direto da tv com tanto carinho. hehehhe
Sei que a foto é horrível, mas minha prima tirou direto da tv com tanto carinho. hehehhe

Nossa, ficou muito legal!
De cara quero agradecer a equipe de produção da matéria pelo carinho que tiveram comigo e com o Thomaz principalmente. Carlinhos, Macarena e todos os demais, valeu mesmo.

Bem, sobre o que estou falando?
Na noite de segunda, dia 4/ago/2014, no programa Roberto Justus + da rede Record, saiu uma matéria em que eu gravei com Thomaz para o especial da semana dos pais.

Fiquei muito feliz com o retorno da matéria também.
Já na madrugada, em menos de uma hora depois que a matéria foi ao ar, bati recorde de visualizações no blog.
Muitos me parabenizando pelo conteúdo e claro, falando que Thomaz é lindo. hehehehe

O tema era: como se vira um pai solteiro. Algo assim, pois inclui os problemas de um pai solteiro lidando com a rotina de uma criança, mas me deram espaço e visibilidade ao debate do blog também. Mostraram o blog e me deixaram falar um pouco sobre a paternidade na atualidade.

Espero muito que agrade a muitos, pois sei que agradar a todos é demais.
Vou colocar o link do programa, mostrando ele todo, que contou com a presença do comediante Rafinha Bastos e do ator Vitor Hugo. O trecho em que apareço na matéria é a partir de 29:56 minutos de programa (para aqueles que quiserem conferir de cara a minha participação)

http://entretenimento.r7.com/roberto-justus-mais/videos/roberto-justus-apresenta-os-novos-pais-da-atualidade-veja-na-integra-05082014

Em breve eu baixo o vídeo e faço a edição só com a minha parte para poder guardar melhor.
Lembrando o meu lema nesse blog, onde parafraseio o lema romano:
Força e Honra, Sempre!

Beijos e abraços do grande!
=]

Nenhum Comentário


  1. vc é muito especial… te admiro muito. bjo

    Encarar a paternidade como prioridade não me espanta pois um filho não é só da mãe. E na falta/ausência/falha de um, o outro tem que assumir.

    Expor a fragilidade de criar uma criança, mostrando o lado forte e sensível dessa fragilidade é para poucos, homens ou mulheres.

    Sendo homem, esse desafio ainda é maior, pois a pressão e estranheza social é maior.

    Mas vc não foge à luta e do jeito que te conheci, guerreiro ainda como apenas um estudante, conduz com maestria a missão mais linda do mundo… ser responsável pelo início da construção de uma história de vida… os filhos.

    Responder

    1. Obrigado pelo carinho meu anjo!
      Sinto falta daqueles dias de trabalho na faculdade.
      Fique na paz!
      Beijo grande para todos os seus pequenos (que devem estar enormes. hehehehe)
      =]

      Responder

Deixe uma resposta