Hoje eu vi o futuro… foi melancólico.

Hoje eu estava chutando bola com ele no quarto e vi o futuro de relance.
Por um momento, minha sombra se projetou na parede, atrás dele e ela tinha mais ou menos o meu tamanho. Ela se projetou bem na direção dele e eu imaginei ele com a minha altura.
Como será ele daqui a uns anos? Quando já for mais velho, um adolescente ou adulto…
Quais serão as coisas que eu sentirei falta da criança que ele é hoje?

Comecei a reparar nos detalhes dele. No modo como ele chutava a bola, como ele brigava com o Guimba, Como ele colocava as mãos no joelho para esperar pelo meu chute, como ele sorria quando fazíamos gol, no quão competitivo ele é, no quão carinhoso ele é comigo…
Reparei em como ele pedia que eu fizesse as coisas:
– “Papai, queru chutar bola!” (com um toque de carência na voz)
– “Vai pra láááááããããã!!!” (com o final da frase nasalado, meio que implorando e impaciente)
– “Chuta, chuta!” (com um tom de espera e de ansiedade)
– “Ééééhhh, gol du Thomaaaaaz!!!” (com a maior felicidade do mundo, levantando os bracinhos e festejando, me pedindo um abraço de comemoração)
– “Vamos chutar mais um pouquinho, só mais um pouquinho!” (quando eu pedia para parar, já que ele não cansa)
– “Seu feio! Eu não sou mais seu amigo” (cruzando os braços alto no tronco, fazendo bico e dando as costas para mim quando eu faço algo que ele não quer, como parar de jogar bola. hehehe)

Sei que fiquei imaginando como seria ele já mais velho.
Eu sou alto, e a sombra na parede me fez vê-lo alto também. Ele da minha altura, trazendo sua namorada, ou indo viajar com os amigos, ou simplesmente não tendo mais tempo para mim.
Com certeza não poderei mais jogar ele na cama e morder a barriga dele, ouvir ele dizendo: – “seu perscoço tá cheio de caraca!” – tentando fazer cosquinha no meu pescoço, mas terminando com ele se contorcendo todo tentando esconder de mim enquanto em ataco dele de “porrada” (cócegas, mordida, beijos, assopros no corpo…) e ouvindo ele dizer quando eu paro para respirarmos:
– “Queru mais porrraaada!!!”

Sei que ainda será o homem da minha vida, mas quero aproveitar a fase que tenho nas minhas mãos agora.
Ele é lindo demais para eu perder isso!
=]

Ele com menos de um mês de nascido e meu polegar, com a unha grande, de quem nem lembra de cortar, com tantas coisas que a paternidade traz de novo para vida da gente. hehehe!

Nenhum Comentário


  1. "Como será ele daqui a uns anos, quando já for mais velho, um adolescente ou adulto?"Espero que saiba achar os 'gadgets' que desejar.

    Responder

  2. Cara!!
    Chorando nesse momento!!!
    Lindas as suas palavras!!!!

    Responder

Deixe uma resposta