Devaneios

Hoje eu vi o futuro... foi melancólico.

Hoje eu estava chutando bola com ele no quarto e vi o futuro de relance. Por um momento, minha sombra se projetou na parede, atrás dele e ela tinha mais ou menos o meu tamanho. Ela se projetou bem na direção dele e eu imaginei ele com a minha altura. Como será ele daqui a uns anos? Quando já for mais velho, um adolescente ou adulto… Quais serão as coisas

Dia de entregar ele

Acordamos hoje eram 6:40 da manhã. Corrigindo, ELE ME acordou as 6:40 da manhã. Melhor assim. Ninguém merece acordar cedo assim num sábado, mas… Tudo bem. Levanto, lavo a cara e vou fazer a mamadeira dele. Ele já está brincando na sala. Levo ele para escovar os dentes e escovo os meus também. Entrego a mamadeira para ele e vou fazer o meu café da manhã. Depois, fomos dar a

Devaneios... Virada na vida.

Nem tenho um assunto consistente em mente, só divagando sobre meu filho. Estava refletindo nas coisas que hoje eu tenho forças para fazer pensando no melhor dele. Em breve posso até contar o que estou passando, mas não é o momento ainda. Só vou adiantar que estou conseguindo encarar com calma e paciência uma situação que se de alguma forma não envolvesse ele, já teria perdido a cabeça a muito

Incentive seu filho

Desde cedo meu filho é estimulado a aprender e testar coisas novas para ele. Ele fará 3 anos agora no final de fevereiro, mas já reconhece todas as letras do alfabeto, conta até 5, numera e reconhece quase perfeitamente até 20, conhece todas as cores, claras e escuras, diferençia entre direita e esquerda e tantas outras coisas. Ainda não escreve, mas isso é mais complicado mesmo. Mas mesmo assim, escrevo

Dias sem ele...

Todos devem achar que um pai solteiro fica ansioso pelo fim de semana sozinho. Aproveitar a solteirice… Sair pra namorar, paquerar, beijar na boca… Sei lá né… Estou solteiro!!! Posso fazer o que meu bolso permitir e onde minha consciência me levar (ou o contrário, sei lá). É verdade em parte. Hoje estou sozinho, vou comer o que eu quiser, não o que ele quiser ou puder; ir pra rua

Dor de um pai

Quando me separei, ele tinha 1 ano e 7 meses mais ou menos. Deixei a casa e praticamente tudo o que tinha nela, toda a estrutura para meu flho, minha ex-enteada (completando 15 anos na época) e meu ex-cunhado (13 anos na época). Seja como for, por motivos que não vou comentar abertamente, sai com um mochilão pra casa do padrinho do Guimba (isso mesmo, não é pela igreja, óbvio,

Ser pai, é ser babaca

Impressionante como ficamos idiotas com coisas idiotas que eles fazem… Thomaz hoje descobriu a porta automática com sensor de movimentos e eu lá, com cara de babaca admirando…, filmando…, rindo…, achando o máximo. Que coisa tola… Ele ficava parado esperando a porta fechar, dava um passo a frente e a porta abria. Ele se escondia do lado da porta, ela fechava e ele corria pra frente dela… E eu??? Achando

Paternidade... Amor incondicional

Hoje eu estava conversando com uns amigos meus. Um é pai também e os outros dois não, apesar de todos serem casados. Os que ainda não tem filhos, me fizeram refletir sobre o que eu achava que seria a paternidade e eu e o outro que tem uma filha percebemos a mesma coisa… Nós não tínhamos ideia do que seria a paternidade. É o amor mais incondicional que eu já