Avós estragam os netos?

Falo enquanto professor, talvez mais do que como pai.
São grandes os fatores de risco para “estragar” os netos sim. E é compreensível.
Vejo isso em vários alunos meus criados por avós. São mais mimados e por vezes mal-educados.
O que para mim, é fácil de entender.

Meu pai mora longe e pouco vê meu filho por causa disso.
Mas sempre que me liga, pergunta do neto, com a clássica pergunta: – Cadê Thomaz?
Tem dias que meu pai não quer saber se estou bem, se estou com comida na geladeira, se o papa é argentino… não quer sabe de mais nada, praticamente só do neto.

Quando juntos, apesar de não ter condições físicas de acompanhar o neto, sempre quer bajular ele, ouvir o que ele tem a dizer, ver ele chutando bola, ficar com ele no colo enquanto está mamando… quer curtir o neto. E tem razão!

Muitos avós “estragam” os netos porque não estão preocupados em ensinar nada, só em curtir o netinho lindo da vovó, o garotão do vovô.
Os pais que deixam aos cuidados dos avós, tem que saber que os avós não tem sequer a obrigação de cuidar dos netos, e quando o fazem, querem mesmo é paparicar o pequeno(a). Ensinar, educar, dizer não??? Não é a função deles… já fizeram isso no passado e é um saco.

Colocar de castigo para pensar, dizer: ai ai ai… não faz isso, não faz aquilo… é muito chato mesmo, venhamos e convenhamos.

Se quer deixar seu herdeiro com os avós, não se esqueça, ele será mais mimado e não será cobrado como você faz (ou deveria fazer).

Thomaz já é serelepe comigo, imagina se meu pai, nos seus altos 73 anos, vai querer ficar regulando ele… é ruim hein?!
=]

Meu pai, que voltou correndo de umas
férias em Brasília, na primeira vez que viu
Thomaz.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *