Guarda na Alemanha

Conversando com uma amiga minha que é alemã (e mora na Alemanha) e passou por uma separação; perguntei como foi a definição da guarda compartilhada que ela tem com o pai da filha que tiveram juntos.

Ela me disse que é um processo muito comum e o mais utilizado na Alemanha, a guarda compartilhada.
Além disso, tem sido comum a guarda ser dada para o pai, caso a mãe não prove que tenha condições de cuidar da criança.

A menina dela mora uma semana com ela (a mãe) e na outra semana com o pai.
Assim, ela, a menina, tem acesso aos dois genitores e a formação que os dois queiram dar a ela.

Selo sobre o “Conselho Tutelar alemão”.

Enquanto isso, no Brasil, um pai para dar entrada pela defensoria pública no pedido de guarda compartilhada (que lhe é garantido pela lei 11.698/98), enfrenta milhões de entraves, inclusive a não aceitação do pedido por parte da defensoria se não for de comum acordo das duas partes (da mãe e do pai).
Creio eu que é uma forma de evitar dor de cabeça em um longo processo oriundo desse pedido, por parte do defensor, pois é direito paterno dar entrada no processo e nada justifica a negativa se o pai estiver dentro da renda máxima requisitada para dar entrada pela defensoria do seu estado.

Até quando seremos um país que não segue as leis?
Lei essa, no caso, entendida como o melhor para uma criança. Nem assim é lhe dada a devida importância???
=/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *