O Cérebro Masculino muda depois da Paternidade

  (Foto: flickr/Creative Commons)

Está em estudos em Israel, uma pesquisa inédita para mim, mas que me esclarece muita coisa, onde se afirma que: o “cérebro masculino muda depois da Paternidade”, criando conexões novas com a nova experiência vivida.

Não, não é qualquer homem que sofre essa mudança, só aqueles que se entregam de cabeça na atenção ao filho.
A pesquisa, para isso, investigou casais homossexuais com filhos, e que tivessem iniciado a paternidade ainda com bebês para eliminar o fator de influência feminino na criação desses filhos, mas pegaram também pais participativos em casais héteros para avaliar como o cérebro deles funcionava. Todos pais pela primeira vez.

Dentre as principais mudanças, se notou a quantidade de oxitocina nos indivíduos em níveis muito elevados, mostrando o alto grau de prazer com a experiência.
Mas no caso dos homossexuais, as alterações foram maiores, criando maior grau de dependência dos pais com os filhos, assim como no cérebro de mães dedicadas.

A reportagem diz que todos os homens que são ativos no cuidado com os filhos, se tornam tão “mães” quanto as mulheres.

A matéria foi retirada do site Revista Galileu, intitulada: “Cérebro Masculino Muda Depois da Paternidade”.

Acho que isso me identifica muito.
Entendo que vários dos pais solteiros que conheci ao longo desses anos, apresentam certo grau de dependência aos filhos e ter o cérebro “reconfigurado” explica muito.
Sempre acreditei que “querendo”, um pai pode fazer tudo o que uma mãe pode também, exceto a amamentação no peito, de resto, sempre fiz tudo e acredito que qualquer outro homem também o possa.
Acredito que nós pais podemos ser tão bons quanto qualquer mãe, basta querermos e nos dedicarmos.
A falta de uma criação para ter cuidados com crianças, não nos impede de aprender e fazer.

Um homem que aceita mudar toda sua vida por um filho, assim como tantas mulheres, é sinal claro que paternidade se constrói e se aprende, assim como tantas maternidades por aí.

Para aqueles que lutam por seus filhos, sempre lembro o lema romano:
Força e Honra, Sempre!
Grande abraço!!

2 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *