Viúvo com quadruplos – Matéria

e28098nacc83o-consigo-ficar-longe-delese28099-diz-viucc81vo-pai-de-quadrigecc82meos-em-cuiabacc81
Sandro com Benjamin, Samuel, Isaque e Ester.

Eu achei uma matéria deveras sensibilizante e dolorida, mas bem interessante.
Um pai de quadrigêmeos que ficou viúvo pós nascimento de seus filhos e que agora tem que se virar de ponta cabeça para cuidar de todos.
Além da ideia de perder a esposa já ser dolorosa, Sandro Mota agora tem que trabalhar e cuidar dos afazeres de seus quatro pimpolhos, agora com quase 1 ano de idade.

Sandro, mora em Cuiabá/MT, é empresário e pai de primeira viagem. Atualmente conta com uma grande ajuda de sua mãe, irmã, uma prima e uma babá, que praticamente moram com ele agora, afinal de contas… se uma criança já requer muita ajuda, QUATRO então… deve ser aterrorizante, mas Sandro tem levado numa boa.

Ele diz que as crianças são tranquilas (que bênção… imagina se sofressem de cólicas ou refluxo e chorassem a noite toda??? Que tormenta seria cuidar de quatro assim).

Outra coisa muito importante, é que ele tem recebido ajuda de toda a cidade e de outras tantas pessoas com donativos para as crianças. Diz que ganhou os berços, o leite que as crianças precisam (já que não tiveram o aleitamento materno, requerem leite especial), fraldas e muitas outras coisas.

Um guerreiro que se dedica de corpo e alma a sua nova jornada para garantir o melhor para seus pequenos.
A matéria saiu no site mãe.tips com o título: “Não consigo ficar longe deles’, diz viúvo pai de quadrigêmeos em Cuiabá”.

0960_
Sandro com seus bebês na rede, onde ele diz que eles adoram dormir.

Na matéria, tem um trecho muito bacana que diz: “Dou banho, troco fralda, brinco, ajudo a fazer a dormir. Engraçado que antes de ser pai eu tinha muito receio de pegar recém-nascidos no colo e fazer essas coisas. Tudo isso mudou”, disse o empresário, que afirma que consegue reconhecer o choro de cada um dos filhos, mesmo quando está longe.

Acho que isso é comum à muitos homens, que tradicionalmente, não são criados para serem pais ou ter os cuidados que um pai precisar ter para ajudar na criação dos filhos, mas que todos podem se adaptar e melhorar, depois de superar o “medo” inicial.

Parabéns ao Sandro e a todos os pais que são ativos em prol de seus filhos.
Para todos aqueles que lutam por suas crias, eu sempre parafraseio o lema romano:
Força e Honra, Sempre!
Grande abraço a todos!
=)

Deixe uma resposta